Carrefour é condenado por furto em bolsa de cliente durante compra

Marcelo Moreira

01 de setembro de 2009 | 21h45

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) condenou o Carrefour a indenizar em R$ 3 mil, por danos morais, uma mulher que teve sua bolsa cortada e dinheiro e documentos furtados em supermercado no Rio de Janeiro. Os ministros entenderam que o Carrefour, e não a vítima, tem a obrigação de comprovar a não ocorrência do furto.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.