Brasileiro limpa nome em julho

Consumidores aproveitaram julho para limpar o nome no comércio. Dados da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) Brasil divulgados ontem mostram um aumento de 17,92% de junho para julho na regularização dos débitos

Marcelo Moreira

13 de agosto de 2010 | 00h01

 Consumidores aproveitaram julho para limpar o nome no comércio. Dados da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) Brasil divulgados ontem mostram um aumento de 17,92% de junho para julho na regularização dos débitos.

Para o presidente da CNDL, Roque Pellizzaro Junior, além da estabilidade econômica e do mercado de trabalho aquecido, outros dois fatores colaboraram para o movimento: férias e restituição do Imposto de Renda (IR). Em julho, algumas famílias recebem, além das férias, a primeira parcela do 13º salário. Quanto ao IR, a Receita liberou o segundo lote de restituição de 2010, de R$ 2,09 bilhões.

“Com dinheiro extra no bolso, consumidores aproveitam para quitar dívidas”, disse Pellizzaro Junior. Ante julho de 2009, houve aumento (4,34%) do número de pessoas que saíram do SPC. De janeiro a julho, a alta foi de 5,58% na comparação com os sete primeiros meses de 2009.

Tudo o que sabemos sobre:

CNDLnome sujoSPC

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.