Brasil terá nova norma para carrinhos de bebês

Marcelo Moreira

26 de janeiro de 2010 | 22h39

SAULO LUZ – JORNAL DA TARDE

Os carrinhos de bebê vendidos no Brasil terão de obedecer a um novo padrão de qualidade. A pedido do Comitê Brasileiro de Avaliação da Conformidade (CBAC) e do Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro), a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) vai revisar a norma brasileira para a fabricação do produto.

Com a nova regra, o Inmetro irá testar todas as marcas e ainda poderá desenvolver um programa de certificação compulsória para os carrinhos – exigindo que todos modelos tenham o selo do órgão.

O objetivo é evitar que aconteçam no País acidentes semelhantes aos registrados nos Estados Unidos, onde crianças sofreram ferimentos e até tiveram parte dos dedos amputados nos carrinhos.

“Com a preocupação da sociedade brasileira, o Inmetro decidiu avaliar a conformidade dos modelos vendidos aqui. Porém, descobrimos que a norma está muito desatualizada e pedimos, em caráter de urgência, que a ABNT atualizasse a norma”, diz Gustavo Kuster, chefe da divisão de programas de avaliação da conformidade do Inmetro.

O novo padrão será baseado na Norma Europeia (EN 1888) – que deverá prever inúmeras inovações. A regulamentação europeia tem mais de 50 páginas de requisitos, enquanto a brasileira, apenas 11 páginas.

O Inmetro espera receber os resultados nos próximos meses. “Ainda nesse primeiro semestre, tão logo seja terminada a nova norma, já temos programado um ensaio em todas as marcas de carrinho de bebê”, diz Kuster.

A ideia é saber se há no País defeitos pontuais ou se a grande maioria dos carrinhos apresenta falhas. “Se o problema for grave, certificaremos compulsoriamente o produto”, finaliza Kuster.

Na última quarta-feira, a fabricante Graco Baby anunciou o recall de cerca de 1,5 milhão de carrinhos nos EUA, após cinco bebês terem os dedos amputados pela dobradiça do produto.

Em novembro do ano passado, a inglesa Maclaren fez recall de 1 milhão de carrinhos também nos EUA, depois que 12 crianças americanas tiveram dedos mutilados. O recall foi estendido aos consumidores brasileiros.

Os consumidores que tiverem carrinhos dos modelos Maclaren convocados nos EUA devem procurar a importadora da marca no Brasil, a Brasbaby, responsável pelos produtos (11- 3361-3744 ou pelo e-mail brasbaby@brasbaby.com.br.

No caso da Graco Baby, o recall até agora não foi anunciado no Brasil, porém o Procon-SP notificou o Walmart, que seria o responsável pelos produtos da empresa no País. O Walmart informa que não é o importador oficial mas ressaltou que está retirando de suas lojas os carrinhos do recall.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.