Bancos são os que menos solucionam os problemas

Marcelo Moreira

14 de março de 2009 | 20h23

SAULO LUZ E ELENI TRINDADE – JORNAL DA TARDE

Os bancos são as empresas que menos solucionam as reclamações dos consumidores, segundo o Cadastro de Reclamações Fundamentadas da Fundação Procon-SP, do período de 2008. Entre as dez empresas com mais reclamações não atendidas no órgão, cinco são instituições financeiras.

O banco Itaú foi a empresa que deixou o maior número de reclamações dos consumidores sem solução. O Bradesco ficou em 4º, seguido por Santander e Unibanco. Além disso, o banco Panamericano ocupou a 10ª colocação.

“Desde o início enfrentamos a resistência dos bancos e instituições financeiras em cumprir o Código de Defesa do Consumidor”, lembrou o secretário da Justiça e da Defesa da Cidadania, Luiz Antonio Marrey, que apresentou a lista. Ele garantiu que as empresas campeãs de reclamação serão chamadas para uma negociação coletiva nos próximos 30 dias.

No ranking geral de reclamações, a Telefônica foi campeã pela 3ª vez consecutiva. “Essa permanência dela na liderança não acontece por falta de vontade do Procon em melhorar isso. Já aplicamos várias sanções, multas e também realizamos inúmeras reuniões, mas sempre surgem novos problemas”, disse Roberto Pfeiffer, diretor executivo do Procon.

De um total de 27.747 reclamações fundamentadas, houve acordo favorável ao consumidor em 15.369 dos casos (55%). Nos demais, o processo serviu de base para o cidadão pleitear seus direitos na Justiça. O cadastro está disponível na página do órgão na internet (www.procon.sp.gov.br).

Bradesco, Embratel, Telefonica, Sony Ericsson, TIM, Itaú e Santander informaram que analisarão os números do Procon-SP para reforçar os investimentos e projetos voltados à melhoria do atendimento.

A AES Eletropaulo informa que os problemas foram causados por mudança no modelo de gestão e migração de sistemas que não devem ocorrer em 2009.

Já o banco Panamericano informa que o Procon classifica como reclamações não atendidas, aquelas em que o pleito do cliente não foi atendido (de acordo com o próprio entendimento do órgão) e não as não respondidas.

A Brasil Telecom diz que sua posição no ranking está diretamente relacionada à cobrança de ligações utilizando o código de longa distância 14 para serviços serviços interativos de programas de TV, como reality shows, gincanas e sorteios. A C&A prefere não se pronunciar.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.