Banco é condenado por débito indevido em conta de cliente

Marcelo Moreira

04 de setembro de 2009 | 22h58

O desembargador Celso Ferreira Filho, da 15ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ), manteve a decisão que condenou o Banco Panamericano ao pagamento de R$ 8.300, a título de danos morais, por ter feito descontos indevidos de empréstimo consignado na folha de pagamento de um cliente.

A vítima da cobrança indevida, um aposentado, não é cliente do banco e diz que foi alvo de estelionatários. O banco também foi condenado a restituir em dobro os valores debitados indevidamente.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.