Banco é condenado por cobrança irreguladr

A 1ª Turma Recursal do Tribunal de Justiça do Ceará (TJ-CE) condenou o Unibanco a indenizar cliente por cobrança indevida de suposta dívida referente a cheque especial. Segundo a sentença, o Unibanco terá de pagar R$ 2.462,24 por danos morais e materiais ao consumidor, que jamais utilizou o cheque especial

Marcelo Moreira

23 de outubro de 2010 | 14h47

A 1ª Turma Recursal do Tribunal de Justiça do Ceará (TJ-CE) condenou o Unibanco a indenizar cliente por cobrança indevida de suposta dívida referente a cheque especial. Segundo a sentença, o Unibanco terá de pagar R$ 2.462,24 por danos morais e materiais ao consumidor, que jamais utilizou o cheque especial.

Tudo o que sabemos sobre:

indenizaçãoItaúItaú-UnibancoUnibanco

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.