Assalto em estacionamento de supermercado pode render indenização

Marcelo Moreira

25 de setembro de 2009 | 22h59

São cada vez mais comuns os relatos de consumidores assaltados em estacionamentos de supermercados e shopping centers. Não há dúvidas: os estabelecimentos são responsáveis pela segurança de suas instalações e devem ressarcir os clientes roubados. Leia o caso do leitor Rogério Domingués, de São Paulo:

“Meu celular e documentos foram roubados dentro do estacionamento do Carrefour Limão. No momento, não havia nenhum segurança por perto. Depois que os ladrões desceram as escadas, eu gritei por dois minutos, mas somente os taxistas que ficam no local apareceram para me ajudar.

Ao esclarecer o caso ao gerente, fui orientado a fazer um boletim de ocorrência e trazer a nota fiscal do aparelho, que seria encaminhada ao departamento jurídico da empresa. Depois disso, recebi retorno do Carrefour, no qual fui informado que a empresa não era responsável pelas minhas perdas.”

RESPOSTA DO CAREFOUR: Devido à falta de indícios do relatado ter ocorrido no estacionamento da loja, encontramo-nos impossibilitados de atender a solicitação. Permanecemos à disposição.

COMENTÁRIO DO ADVOGADO DE DEFESA: O relato desse assalto no estacionamento do Carrefour Limão deixa para todos os consumidores suspeita de insegurança no local. Mesmo assaltado em pleno local de domínio do Carrefour, somente taxistas ali parados ouviram os chamados da vítima.

De posse do boletim de ocorrência, mais alguma testemunha do fato, o consumidor deve ir ao Juizado Especial Cível – cujo telefone geral é 3207-5857, e exigir a devida reparação do prejuízo relativo ao seu celular, mais indenização por dano moral em razão do trauma do assalto e do abandono no momento da ocorrência.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.