Aposentado pode voltar a usar 30% da renda no consignado

Marcelo Moreira

10 de março de 2009 | 18h32

ISABEL SOBRAL – AGÊNCIA ESTADO

o Conselho Nacional de Previdência Social (CNPS) aprovou nesta terça-feira, 10, a possibilidade de aposentados e pensionistas do INSS voltem a comprometer 30% do seu rendimento com parcelas do crédito consignado. O conselho está retornando uma regra que existia até maio de 2008 e que naquela época foi alterada, por causa do aquecimento da economia.

De maio até agora, o segurado do INSS só podia comprometer até 20% de sua renda com o crédito consignado tradicional e outros 10%, por meio da utilização do cartão de crédito consignado. Quem não tinha cartão ou não queria usá-lo só podia tomar crédito consignado até 20% da renda.

O secretário de Previdência Social, Helmut Schwarzer, explicou que o contexto atual da economia é diferente do ano passado, quando o governo optou por reduzir a expansão do crédito consignado. “Hoje precisamos fortalecer o consumo privado para que a economia se sustente”, afirmou o secretário.

Ele frisou que mesmo com a restrição imposta no ano passado, não houve uma paralisia na oferta desse crédito, mas apenas uma redução no ritmo do crescimento. O teto dos juros que pode ser cobrado pelos bancos, nesse tipo de empréstimo, é de 2,5% ao mês, na modalidade tradicional, e 3,5% ao mês, no cartão de crédito.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.