Após multa, Groupon vai sanar queixas

Marcelo Moreira

26 de setembro de 2012 | 07h45

Flávia Alemi

 O Groupon vai aumentar índice de solução de problemas para 80%. Após ser multada em R$ 1,4 milhão pelo Procon do Paraná, a empresa vai passar a integrar o projeto “Melhor Solução” do órgão. A ideia é implantar um novo sistema para agilizar o encaminhamento das Cartas de Informações Preliminares (CIPs), etapa preliminar do atendimento.

Segundo o Procon-PR, muitos consumidores o vinham procurando para reclamar sobre o não cumprimento dos contratos firmados com o site de compras coletivas e ainda quanto à dificuldade na solução dos problemas apresentados, pois nem o site nem os parceiros dão qualquer tipo de retorno para os clientes.

A responsável pela Divisão Jurídica do Procon-PR, Cila de Fátima Mendes dos Santos, afirmou que “a conduta da empresa contraria as disposições do Código de Defesa do Consumidor”. Nos primeiros oito meses de 2012, O Procon-PR realizou 221 atendimentos de consumidores reclamando contra o Groupon.

Aumento de reclamações

O comprometimento do Groupon em aumentar o índice de solução vem de encontro com os interesses do consumidor. Na última sexta-feira, o Procon de São Paulo divulgou um estudo que mostra um aumento de 400% no número de reclamações no primeiro semestre deste ano em relação ao mesmo período de 2011.

O órgão paulista convocou as empresas mais reclamadas para assumir compromisso com o consumidor de reduzir as queixas e aumentar o índice de solução. No ranking das que têm mais queixas em São Paulo, o Groupon aparece em primeiro lugar, com 702 reclamações no primeiro semestre.

Apesar de os sites de compras coletivas terem entrado na rotina dos internautas, como destaca o órgão, a diretora de atendimento do Procon-SP, Selma do Amaral, ressalta que a alta na base de clientes não é justificativa para o aumento das queixas. “É claro que o mercado se expande, mas tem de estar preparado. Não pode dar sinais de mau planejado e problemas com parceiros.”

A porta voz do órgão comenta, ainda, que mesmo que o aumento das reclamações seja notável, os sites de compras coletivas ainda não se despontavam em 2011 como os mais reclamados. O Groupon informou, por meio de nota, que “está direcionando seus esforços para garantir não apenas o cumprimento do acordo, mas também índices de satisfação ainda maiores”.

Tudo o que sabemos sobre:

GrouponProcon

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.