Apagão atinge celulares da Claro

Os clientes da operadora de telefonia móvel Claro em São Paulo tiveram dificuldade para realizar e receber ligações ontem, quarta-feira. A rede da empresa ficou fora de operação a partir das 9h da manhã e, até as 18h30, ainda havia quem não conseguisse completar ligações com celulares da operadora

Marcelo Moreira

08 Julho 2010 | 15h29

Luciele Velluto

Os clientes da operadora de telefonia móvel Claro em São Paulo tiveram dificuldade para realizar e receber ligações ontem, quarta-feira. A rede da empresa ficou fora de operação a partir das 9h da manhã e, até as 18h30, ainda havia quem não conseguisse completar ligações com celulares da operadora.

A companhia confirmou a pane em seu sistema para os DDDs 11 a 19 no Estado de São Paulo. Segundo a Claro, o problema ocorreu das 9h40 as 12h40 e, a partir desse horário, a operação foi normalizada. Mas não explicou os motivos da falta de serviço.

No entanto, até o início da noite a reportagem continuou a receber relatos de consumidores que não conseguiam usar o celular da operadora e os clientes corporativos receberam avisos de que o serviço só seria restabelecido por volta das 21h30.

De acordo com o Procon-SP, o Código de Defesa do Consumidor determina que o fornecedor de serviços responde pelos vícios de qualidade que os tornem impróprios ao consumo, bem como estabelece que “os órgãos públicos, por si ou suas empresas, concessionárias, permissionárias ou sob qualquer outra forma de empreendimento, são obrigados a fornecer serviços adequados, eficientes, seguros e, quanto aos essenciais, contínuos”.

Em nota, o órgão informa que os consumidores prejudicados por falhas no serviço da Claro têm o direito ao abatimento proporcional no pagamento dos serviços, além da reparação pelos danos causados em razão da sua interrupção.

O órgão de defesa do consumidor ainda diz que notificou a operadora de telefonia para prestar esclarecimentos e dizer quais providências foram adotadas.

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) também pediu explicações para a Claro sobre a pane ocorrida ontem.

No final de dezembro do ano passado, os celulares da Claro também ficaram mudos por um dia. Na ocasião, o problema ocorreu com cabos de fibra ótica da Embratel atingindo os clientes corporativos da empresa.

 Também no ano passado ocorreu uma das maiores panes do sistema de telecomunicações do País, a falha da rede de internet banda larga Speedy, da Telefônica.