Anac fecha sete juizados em aeroportos

A Anac ainda decidiu fechar sete dos dez postos de atendimento aos passageiros em aeroportos. Só permanecem abertos os dos Aeroportos Juscelino Kubitschek, em Brasília; Cumbica, em Guarulhos, na Grande São Paulo, e Confins, na região metropolitana de Belo Horizonte

Marcelo Moreira

19 de agosto de 2010 | 21h00

A Anac ainda decidiu fechar sete dos dez postos de atendimento aos passageiros em aeroportos. Só permanecem abertos os dos Aeroportos Juscelino Kubitschek, em Brasília; Cumbica, em Guarulhos, na Grande São Paulo, e Confins, na região metropolitana de Belo Horizonte.

Segundo a Anac, cada um dos outros sete postos, incluindo Congonhas, recebia, em média, quatro reclamações por dia, pouco para a estrutura existente – a decisão de encerrar as atividades nesses postos não foi econômica, mas de eficiência.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: