Aeiou, nova operadora de celulares, estréia na segunda-feira

Marcelo Moreira

05 de setembro de 2008 | 22h33

A Aeiou, marca adotada pela empresa que será a quarta operadora de celular em São Paulo, admite ter enfrentado alguns problemas técnicos no período de testes que realizou com 10 mil chips na Capital paulista, mas garante ter superado todos eles para a estréia comercial, na próxima segunda-feira.

O presidente-executivo José Roberto Melo da Silva informou que a antiga Unicel “enfrentou alguns ‘bugs’, mas todos devem estar resolvidos até segunda-feira”. Segundo ele, “as coisas estão dentro do previsto”, já que a operadora decidiu promover um mês de testes com clientes justamente para solucionar os problemas, que foram de ordem técnica.

Na quinta-feira, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) deu sua anuência prévia à venda de 49,01% do capital da operadora para a HiTs Telecom, grupo da Arábia Saudita que também controla operadoras na África e tem ações negociadas na Bolsa do Kuwait.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.