Acidente de consumo não são registrados

O número de registro de acidentes de consumo no Inmetro é pequeno, mas são apenas os casos em que o consumidor denunciou o caso ao órgão. Enquanto isso, milhares de acidentes acontecem e não são registrados – o que esconde o impacto dos acidentes de consumo na saúde pública

Marcelo Moreira

07 de setembro de 2010 | 13h10

Carolina Marcelino

O número de registro de acidentes de consumo no Inmetro é pequeno, mas são apenas os casos em que o consumidor denunciou o caso ao órgão. Enquanto isso, milhares de acidentes acontecem e não são registrados – o que esconde o impacto dos acidentes de consumo na saúde pública.

O Inmetro defende a criação de um Sistema de Monitoramento de Acidentes de Consumo, onde os hospitais teriam de fazer o registro dos caso de acidente de consumo automaticamente. Enquanto isso, o órgão realiza um levantamento dos acidentes de consumo que geram atendimento médico.

“O objetivo é que seja feito por profissionais devidamente capacitados, com base em questionários e entrevistas com os pacientes nos hospitais, para mapear a incidência e os fatos geradores dos acidentes de consumo. O projeto piloto ocorrerá no Rio de Janeiro, por meio de um convênio entre o Inmetro e o Hospital Universitário Clementino Fraga Filho (HUCFF)”, diz Rose Maduro, coordenadora do projeto de sistema de monitoramento de acidentes de consumo do Inmetro.

Tudo o que sabemos sobre:

acidenteacidente de consumoProcon

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.