A agência de viagem responde por todos os serviços

Ao comprar um pacote turístico, internacional ou nacional, peça por escrito o detalhamento do que estiver contratando. Evite pagar tudo antes da viagem, pois, em caso de problemas, é possível suspender o pagamento

Marcelo Moreira

30 de junho de 2010 | 13h20

Ao comprar um pacote turístico, internacional ou nacional, peça por escrito o detalhamento do que estiver contratando. Evite pagar tudo antes da viagem, pois, em caso de problemas, é possível suspender o pagamento.

Mas, mesmo tomando tais providências, o consumidor ainda pode enfrentar contratempos durante a viagem. Quando isso acontece, a agência de viagem, que vendeu o pacote fechado, deve responder pela prestação de serviços defeituosos de terceiros (hotéis, transporte terrestre, aéreo, etc).

Na falta de um acordo, o turista pode acionar o Procon de sua cidade e registrar uma queixa contra a empresa. Outra opção é recorrer à Justiça para pleitear indenização por eventuais danos materiais e morais sofridos na viagem.

Nesse caso, a melhor alternativa deve ser o Juizado Especial Cível (JEC), que atende a causas de até 40 salários mínimos – para as de até 20 salários, não é nem necessário contratar um advogado.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: