Política

Política

AO VIVO - Acompanhe as manifestações pró-Bolsonaro

Ao menos 154 municípios nos 26 Estados e no Distrito Federal realizam atos em apoio ao governo

Atos convocados pelas redes sociais por apoiadores do presidente Jair Bolsonaro em centenas de cidades vão mensurar a popularidade do governo. Organizadores haviam convocado até sábado, 25, atos em pelo menos 312 municípios. Ao menos 154 cidades brasileiras registraram manifestações, nos 26 estados e no Distrito Federal.

 

Embora tenha agido, nos últimos dias, para desvincular os atos de qualquer patrocínio do Palácio do Planalto, Bolsonaro foi alertado por aliados de que essas mobilizações viraram uma “armadilha” para sua gestão porque todos sabem como começam, mas nunca como terminam.

 

 

ACOMPANHE AO VIVO

Atualizar
  • 21h00

    26/05/2019

    Ao menos 154 municípios nos 26 estados e no Distrito Federal realizaram atos pró-governo neste domingo, segundo levantamento do Estado. Todas as capitais brasileiras, além de Brasília, foram palco para manifestantes e políticos aliados do presidente Jair Bolsonaro. 

  • 19h22

    26/05/2019

    Enquanto os apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (PSL) realizavam ato em Copacabana, na zona sul do Rio, na manhã deste domingo, 26, a menos de dois quilômetros dali, em Ipanema, manifestantes protestavam contra a violência policial no Rio. O governador Wilson Witzel (PSC), que defende o abate de pessoas que estejam portando fuzis, foi o principal alvo de críticas.

    Entre as milhares de pessoas presentes estavam familiares de vítimas da violência, como Marinete Silva, mãe de Marielle Franco, vereadora do Rio assassinada em março de 2018, políticos como o ex-senador Eduardo Suplicy (PT) e personalidades como a atriz Patricia Pillar.

    O ato foi idealizado por 79 grupos e entidades, a maioria representando moradores de favelas e a população negra. Ele foi idealizado após a morte do gari comunitário William Mendonça dos Santos ser morto, com dois tiros, por policiais militares na favela do Vidigal, na zona sul do Rio.

    “É um ato a favor de nossa vidas, é para que parem de nos matar, parem de matar a juventude negra favelada, parem as incursões em horários escolares, parem de entrar em nossas casas sem mandato, parem de criminalizar nossa existência”, disse Bárbara Nascimento, integrante do coletivo Favela no Feminino, do Vidigal, e porta-voz do ato. (Fábio Grellet)

  • 19h17

    26/05/2019

    Em Curitiba, os repórteres-fotográficos Hedeson Alves, da Gazeta do Povo, Franklin Freitas, do jornal Bem Paraná, e Giorgia Prates, do Plural, foram impedidos de atuar recebendo socos e palavrões de alguns manifestantes. O Sindicato dos Jornalistas do Paraná emitiu uma nota de repúdio. (Julio Cesar Lima, especial para o Estado)

     

    Confira a nota na íntegra:

    Pelo fim das agressões a jornalistas

    Manifestações públicas têm se tornado o pesadelo para jornalistas. Nos últimos anos, dezenas de profissionais se tornaram alvo da intolerância e foram agredidos e hostilizados por manifestantes.

    Neste domingo, três profissionais e um estudante foram violentamente agredidos e censurados durante manifestação a favor do governo federal e da reforma da previdência.

    Os repórteres-fotográficos Hedeson Alves, da Gazeta do Povo, Franklin Freitas, do jornal Bem Paraná, e Giorgia Prates, do Plural, foram impedidos de cumprirem com sua função, de informar a sociedade, com socos, empurrões e palavrões de manifestantes.

    O estudante de jornalismo da UFPR Hiago Zanolla também foi uma vítima da violência enquanto cobria o evento para o jornal laboratório da universidade.

    Num ato que se autodefine como democrático, é no mínimo incoerente que a democracia seja violada com práticas de violência contra quem está ali para relatar a manifestação.

    O SindijorPR repudia veementemente a violência contra jornalistas, profissionais responsáveis pela fiscalização da democracia. É preciso identificar os responsáveis pelas ações e punir com o rigor da lei.

    Jornalistas precisam ter garantido o seu direito de livre exercício profissional para mostrar a realidade de atos que não têm nada a esconder. Não admitiremos que a intolerância e a ignorância nos silenciem.

  • 19h04

    26/05/2019

    O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, escreveu em sua conta no Twitter elogios aos atos pró-governo neste domingo.

  • 18h37

    26/05/2019

    Novamente escrevendo sobre os atos pró-governo, o presidente Jair Bolsonaro escreveu em sua conta no Twitter que "o caráter pacífico dos atos de hoje traduz a esperança e a confiança do povo" no compromisso dos políticos com o "futuro do País".

  • 18h33

    26/05/2019

    Um dos principais nomes do Centrão, o líder do DEM, deputado Elmar Nascimento (BA), defendeu o “diálogo” e o respeito às “opiniões divergentes” após o Congresso ­ser um dos principais alvos de manifestantes nas ruas neste domingo, 26. Em nota, Elmar mandou um recado aos apoiadores do presidente Jair Bolsonaro: “Ninguém governa sozinho”.

    “O radicalismo e a beligerância nunca levaram a lugar algum e, neste momento, é preciso unir esforços para atingir a um objetivo comum, real e urgente: a recuperação da economia nacional, com a geração de empregos e renda, assim como a melhoria da saúde, da educação e o enfrentamento da violência”, afirma o parlamentar. (Equipe AE)

  • 18h29

    26/05/2019

    Em São Paulo, participantes do ato pró-Bolsonaro na Avenida Paulista também criticaram centrão e STF, além da defesa da volta da monarquia. 

    https://politica.estadao.com.br/noticias/geral,ato-pro-bolsonaro-em-sao-paulo-reuniu-manifestantes-e-deputados-do-psl-na-avenida-paulista,70002844460

  • 18h02

    26/05/2019

    Até o momento, ao menos 93 municípios brasileiros em 25 Estados e no Distrito Federal registraram manifestações a favor das pautas do governo Jair Bolsonaro neste domingo. Belém, Rio de Janeiro, São Paulo, Goiânia, Curitiba, Porto Alegre, Belo Horizonte, São Luís, Salvador, Recife, Maceió, Vitória, Fortaleza, Natal, Macapá, Manaus, Cuiabá, Teresina, Florianópolis, Boa Vista, João Pessoa, Palmas, Aracaju são as capitais brasileiras da lista, além de Brasília. 

  • 17h55

    26/05/2019

    BOLSONARO: NÃO TEVE PROTESTO NENHUM; IMAGENS VALEM MAIS DO QUE PALAVRAS

     

     

    BRASÍLIA - O presidente Jair Bolsonaro demonstrou satisfação com as manifestações em defesa do governo, neste domingo, 26. Ao chegar ao Palácio da Alvorada após viagem ao Rio, Bolsonaro desceu do carro e cumprimentou apoiadores. 

     

    "Não houve nenhum incidente. Foram pedir aquilo que todos querem: paz, democracia, liberdade, responsabilidade. Vamos negociar o futuro dessas crianças", disse o presidente. No local, algumas crianças estavam estavam acompanhadas dos pais.

     

    Perguntado sobre a quantidade de pessoas nas ruas, Bolsonaro declarou que as "imagens valem mais do que mil palavras", e ainda foi questionado se sua fala anterior sobre "velhas práticas" era um recado ao Congresso. "Pergunta para o povo", comentou.

     

    Bolsonaro rejeitou classificar os atos como "protestos". "Não teve protesto nenhum", disse. Quando perguntado sobre as "manifestações", mandou um recado à imprensa dizendo que os jornalistas estavam "aprendendo" a falar com ele. (Daniel Weterman)

  • 17h48

    26/05/2019

    O Movimento Brasil Livre (MBL) declarou que não apoiaria os atos pró-Bolsonaro e foi alvo de críticas durante as manifestações. Na foto, cartaz na Avenida Paulista. (Foto: Alex Silva/Estadão)

    https://cultura.estadao.com.br/blogs/stratosferico/wp-content/uploads/sites/336/2019/05/mbl-sp.jpg

  • 17h27

    26/05/2019

    Porto Alegre - Ato pró-Bolsonaro foi encerrado na Avenida Goethe, em frente ao Parcão na capital gaúcha. A manifestação durarou pouco mais de duas horas e meia na tarde deste domingo, 26. Participantes vestiam camisetas verde e amarelo, carregavam bandeiras do Brasil e diziam frases de apoio a medidas como a reforma da Previdência, o pacote anticrime do ministro Sérgio Moro e o decreto das armas. (Luciano Nagel)

    https://cultura.estadao.com.br/blogs/stratosferico/wp-content/uploads/sites/336/2019/05/porto-alegre-encerra.jpg

  • 17h21

    26/05/2019

    Em Salvador, manifestantes pró-governo Bolsonaro se concentraram na orla da Barra. Não houve estimativa de número de participantes. 

     

    https://politica.estadao.com.br/noticias/geral,baianos-vao-as-ruas-em-defesa-de-bolsonaro-e-da-reforma-da-previdencia,70002844292

     

    Foto: Heliana Frazão/Estadão

    https://cultura.estadao.com.br/blogs/stratosferico/wp-content/uploads/sites/336/2019/05/Manifestante-baiana.jpeg

  • 17h14

    26/05/2019

    Presidente Jair Bolsonaro continua comentando as manifestações pelo Twitter. 

  • 17h12

    26/05/2019

    A reforma da Previdência foi uma das principais demandas dos apoiadores do presidente Jair Bolsonaro em São Paulo. 

     

    Foto: EFE/Sebastião Moreira

    https://cultura.estadao.com.br/blogs/stratosferico/wp-content/uploads/sites/336/2019/05/16763974a.jpg

  • 17h07

    26/05/2019

    A manifestação em São Paulo começou oficialmente às 14h. A Polícia Militar informou que não divulgará estimativa de público. 

     

    Foto: André Penner/AP

    https://cultura.estadao.com.br/blogs/stratosferico/wp-content/uploads/sites/336/2019/05/53c17ee765ef4d62aa291523c6392274-53c17ee765ef4d62aa291523c6392274-6adb5274e59748b08a748b409cd245d1-cab27.jpg

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.