1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Vargas: 'Estou certo de que não cometi ato ilícito'

ERICH DECAT - Agência Estado

10 Abril 2014 | 19h 01

O deputado licenciado André Vargas (PT-PR) recorreu nesta quinta-feira às redes sociais para dizer que vai provar de "cabeça erguida" que não cometeu nenhuma irregularidade. As declarações do deputado ocorreram após a Executiva nacional do PT decidir levar o caso dele à comissão de ética do partido. O parlamentar também é alvo de processo por quebra de decoro na Câmara, que investiga as suas relações com o doleiro Alberto Youssef, preso pela Polícia Federal.

"Estou certo de que não cometi ato ilícito e vou provar isso, de cabeça erguida. Não traí a confiança que sempre mereci do povo do Paraná", diz André Vargas no perfil oficial dele no Twitter.

Em outras mensagens publicadas no microblog, o petista diz ser alvo da mídia. "A imprensa está devassando minha vida, e vendo que não tenho nada a esconder. Meu patrimônio condiz com o salário de deputado", diz um dos posts. "Lamento que minha família e amigos estejam acossados por repórteres. O alvo sou eu, não eles".

O deputado também reafirma que "cometeu um equívoco" ao ter utilizado um avião em janeiro de 2014 do doleiro Youssef. Esse reconhecimento do "equívoco" também foi feito da tribuna na semana passada. "Claro que, com relação ao avião, eu reconheço, fui imprudente. Foi um equívoco, deveria ter evitado. Peço desculpas aqui e à minha família", disse Vargas na ocasião.