1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Usuários do Facebook cobram suicídio do prefeito do Rio

FÁBIO GRELLET - Agência Estado

10 Julho 2014 | 19h 57

Em junho de 2013, às vésperas da abertura da Copa das Confederações, o prefeito do Rio afirmou que iria se matar caso a Argentina vencesse o Brasil em pleno Maracanã, na final da Copa do Mundo.

A afirmação foi feita em entrevista ao jornal inglês "The Guardian": "Se a Argentina vencer o Brasil na final da Copa, eu me mato", brincou o prefeito do Rio. "Eles já tem o Messi e o Papa. Não podem ter tudo", justificou.

Várias pessoas criaram eventos no Facebook para zombar do prefeito, cobrando que ele cumpra a brincadeira. Desde que a Argentina garantiu vaga na final, nesta quarta-feira, 9, esses eventos ganharam milhares de adeptos. No grupo com mais adesões, às 17 horas de ontem quase 24 mil pessoas já haviam confirmado presença para acompanhar o suicídio, marcado para as 9 horas do dia 14, segunda-feira, na sede da prefeitura.

A assessoria do prefeito informou que ele não vai comentar a brincadeira de que é alvo na internet, já que se referiu a uma hipotética final entre Brasil e Argentina, que não vai ocorrer. Segundo a assessoria, "mais de 15" jornalistas já haviam consultado a prefeitura sobre a reação do prefeito.