Tuma passa mal e não comparecerá à sessão do Conselho

Corregedor do Senado embarca para São Paulo, onde será atendido no Incor

Agencia Estado

15 Junho 2007 | 15h13

O corregedor do Senado, Romeu Tuma (DEM-SP), não comparecerá à sessão da manhã desta sexta-feira do Conselho de Ética em que será votado o relatório que manda arquivar representação contra o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB), por quebra de decoro parlamentar. De acordo com a assessoria de Tuma, ele se sentiu mal à noite, foi atendido pela cardiologista do Senado e por recomendação médica embarcou para São Paulo, onde será atendido no Instituto do Coração (Incor). Na sessão do Conselho, a oposição vai pressionar para que o colegiado investigue novas denúncias levantadas na quinta-feira pelo Jornal Nacional, da TV Globo. A reportagem mostra que entre os documentos apresentados por Renan, para se defender das acusações de receber favores da Construtora Mendes Júnior, no pagamento de pensão alimentícia e aluguel de Mônica Veloso, com quem tem um filho, existem notas fiscais e recibos de empresas inativas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.