TSE rejeita pedido de criação dos partidos PF e PND

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) rejeitou dois pedidos relativos à criação do Partido Federalista (PF) e do Partido Nacionalista Democrático (PND), por concluir que a coleta de 468.890 assinaturas de apoio é obrigatória. Pela Lei Eleitoral, para ser criada uma sigla precisa do apoio de eleitores correspondentes a 0,5% dos votos válidos na última eleição da Câmara, em um terço dos Estados. A comissão provisória do PND pedia dispensa da obrigação. A do PF queria recolher apoios pela internet. Se PND e PF obtiverem as assinaturas e forem criados, o número de partidos do País subirá para 30.

Agencia Estado

21 Junho 2007 | 12h52

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.