1. Usuário
Assine o Estadão
assine


TJ-DF nega habeas-corpus e mantém Paulo Octávio preso

ERICH DECAT - Agência Estado

05 Junho 2014 | 19h 09

O desembargador João Batista Teixeira, do Tribunal de Justiça do Distrito Federal (TJ-DF), negou nesta quinta-feira, 5, o pedido de habeas-corpus feito pela equipe de advogados do ex-vice-governador de Brasília e empresário Paulo Octavio (PP). Com a decisão, o empresário segue preso até o julgamento do mérito do pedido pelo Tribunal. Ainda não há uma data definida para a discussão do caso no plenário da Corte, uma vez que a decisão foi encaminhada para o Ministério Público Federal do DF, que também deverá se posicionar a respeito do processo, que tramita em segredo de Justiça.

Somente após esta fase, o desembargador João Batista Teixeira deverá levar a discussão do caso para os demais integrantes do TJDF. Paulo Octavio foi preso na noite da última segunda-feira, 2, em Brasília, na Operação Atrio, da Polícia Civil do Distrito Federal, que investiga com o Ministério Público local a atuação de uma máfia de alvarás.

Segundo a polícia, o empresário, dono de uma das maiores construtoras da capital federal, foi preso em um de seus hotéis e levado para prestar depoimento na Delegacia Especializada de Combate ao Crime Organizado. A operação tem como alvo uma organização criminosa suspeita de corromper agentes públicos responsáveis pela liberação de alvarás em algumas regiões administrativas do DF. No governo de José Roberto Arruda, o empresário teve seu nome citado no escândalo conhecido como "Mensalão do DEM".