Temer nomeará Marx Beltrão como ministro do Turismo nesta quarta, dizem Maia e líder do PMDB

Sugerida pela bancada da sigla na Câmara, desde que o ex-ministro Henrique Eduardo Alves (PMDB) deixou o comando da Pasta, indicação conta com aval do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB)

Igor Gadelha, O Estado de S.Paulo

04 Outubro 2016 | 16h25

BRASÍLIA - O presidente Michel Temer (PMDB) prometeu nomear o deputado federal Marx Beltrão (PMDB-AL) como ministro do Turismo nesta quarta-feira, 5. A informação é do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do líder do PMDB na Casa, deputado Baleia Rossi (SP). 

O nome de Beltrão foi sugerido pela bancada do PMDB na Câmara, desde que o ex-ministro Henrique Eduardo Alves (PMDB) deixou o comando da Pasta. A nomeação conta com aval do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB), conterrâneo do parlamentar no Estado de Alagoas. 

Temer, porém, vinha resistindo a nomear o deputado, por ele ser réu no Supremo Tribunal Federal (STF) por falsidade ideológica. O presidente foi convencido a nomear o parlamentar, após parte da bancada do PMDB ameaçar retaliar o governo em votações importantes na Casa, como na da PEC que cria um teto para os gastos públicos, prevista para próxima semana.

O líder do PMDB nega que tenha tido ameaça de retaliação. "O combinado era depois da eleição", disse. Segundo ele, o parecer do advogado Aristides Junqueira contra acusação por falsidade ideológica contra Beltrão foi "muito importante" para que a nomeação fosse liberada. O parecer foi apresentado na semana passada pelo futuro ministro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.