1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Temer defende reedição da aliança do PMDB com PT

RICARDO DELLA COLETTA - Agência Estado

10 Junho 2014 | 13h 25

O vice-presidente Michel Temer defendeu nesta terça-feira, 10, a reedição da aliança nacional do PMDB com o PT, disse que os peemedebistas vão apresentar propostas para serem incluídas no plano de governo e afirmou que o partido deve ampliar sua participação em políticas públicas do País.

Num rápido discurso na convenção nacional do PMDB, que acontece no auditório Petrônio Portela, no Senado Federal, Temer enviou ainda um recado à ala dissidente da legenda, que prega o rompimento do acordo com os petistas. "Algumas pessoas me disseram: ''esse grupo vai te trair''. E eu disse que não era verdade. O PMDB sempre foi composto de homens com h maiúsculo; homens que são capazes de dizer o que realmente pensam", declarou. "Eu não acredito nas intrigas que me chegaram. Aqueles que disseram que iriam nos apoiar vão continuar nos apoiando", finalizou.

Antes da fala de Temer, que foi fortemente aplaudido pela plateia, o presidente em exercício do PMDB, senador Valdir Raupp (RO), leu uma série de propostas que o partido vai encampar nas eleições deste ano.

Os delegados peemedebistas votam neste momento na convenção, que será responsável por chancelar ou não a reedição da chapa formada pela presidente Dilma Rousseff (PT) e tendo Temer na vice. A cúpula da legenda acredita numa vitória folgada, com o mínimo de 70% de votos a favor da aliança. Já a ala rebelde aposta nos conflitos regionais entre PT e PMDB no fato de a votação ser secreta para reverter o resultado. A expectativa é que o resultado seja conhecido por volta de 16 horas.