1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

'Tem gente graúda fugindo da Justiça', afirma FHC

- Atualizado: 25 Fevereiro 2016 | 01h 37

Ex-presidente posta vídeo com críticas a ‘lulopetistas’ um dia após deputados pedirem a ministro que Polícia Federal o investigue

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) disse nesta quarta-feira, 24, que “tem gente graúda fugindo da Justiça” em um vídeo publicado na internet. Ele também afirmou ser alvo de mentiras dos “operadores lulopetistas” sempre quando há um novo capítulo da Operação Lava Jato, como a mais recente fase, denominada de Acarajé.

O tucano não citou nomes. Porém, na semana passada, o PT conseguiu suspender um depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na investigação aberta pelo Ministério Público de São Paulo sobre um apartamento tríplex no Guarujá, alvo da Lava Jato. 

“Todas as vezes, e têm sido muitas, que a Polícia Federal prende alguém ligado ao petrolão, os operadores do esquema lulopetista soltam uma mentira sobre mim, querendo obviamente com isso confundir a opinião pública”, afirmou o ex-presidente tucano no vídeo de pouco menos de um minuto publicado em sua página pessoal no Facebook. “Francamente, virou gozação”, disse.

FHC declarou ainda no vídeo não temer a Polícia Federal e o Ministério Público após comentar informações de que seria proprietário de um apartamento em Paris. “Noutro dia, até inventaram que eu tenho um apartamento em Paris. Ora, podem me investigar no que quiserem. Eu não temo o Ministério Público, nem a Polícia Federal. Agora, tem gente graúda aí que anda fugindo da Justiça.” 

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB)

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB)

O depoimento de Lula estava previsto para quarta-feira passada, no Fórum Criminal da Barra Funda, na zona norte de São Paulo, mas foi cancelado depois de um conselheiro do Ministério Público ter acatado um “pedido de providências”, com efeito liminar, protocolado pelo deputado Paulo Teixeira (PT-SP), um dos parlamentares mais próximos a Lula.

Ainda sem citar nomes, FHC criticou indiretamente os petistas que, segundo o tucano, tentam “botar a culpa” nele quando “não conseguem se explicar” sobre, entre outras coisas, o suposto envolvimento de Lula no esquema de corrupção e de desvios na Petrobrás. “E como não conseguem se explicar, porque lhe pagaram tantas contas, botam a culpa no FHC”, disse o ex-presidente tucano no vídeo que, até o fim da noite desta quarta, tinha mais de 400 mil visualizações e cerca de 16 mil compartilhamentos. 

Investigação. As declarações de FHC ocorreram um dia depois de deputados do PT e do PC do B terem pedido ao ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, que a Polícia Federal o investigasse por supostos crimes de evasão de divisas, corrupção passiva e crime contra a ordem tributária.

No requerimento, os parlamentares citaram a entrevista concedida pela jornalista Mirian Dutra, com quem o FHC teve um relacionamento extraconjugal nos anos 1980 e 1990, na qual ela disse que o ex-presidente teria usado a empresa Brasif Exportação e Importação para enviar remessas de dinheiro para ela entre 2002 e 2006. 

O ex-presidente tem negado enfaticamente que usou a Brasif ou qualquer outra empresa para enviar remessas para Mirian Dutra no exterior. O ex-presidente classificou a afirmação da jornalista como “invenção”.

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em PolíticaX