Andre Dusek/Estadão
Andre Dusek/Estadão

STJ autoriza abertura de inquérito contra governador de SC

Raimundo Colombo (PSD) é suspeito de corrupção passiva

Rafael Moraes Moura, O Estado de S.Paulo

16 Dezembro 2016 | 21h26

BRASÍLIA - O Superior Tribunal de Justiça (STJ) autorizou nesta sexta-feira (16) a abertura de inquérito contra o governador de Santa Catarina, Raimundo Colombo (PSD), por suspeita de corrupção passiva.

Em março, foi divulgada a menção do nome de Colombo numa planilha da construtora Odebrecht com uma lista de políticos beneficiários de doações feitas pela empresa. Os documentos foram obtidos na residência de um executivo da Odebrecht preso temporariamente na 23ª fase da Operação Lava Jato.

Em nota enviada à imprensa, o governo do Estado informou aguardar as investigações.

"O governo do Estado esclarece sobre as divulgações de supostos recursos repassados para Santa Catarina pela empresa Odebrecht. A empresa não tem em Santa Catarina, desde 2011, início do atual governo, nenhum contrato, não executa nenhuma obra pública ou realiza qualquer serviço do Estado", informou o governo catarinense.

O pedido de abertura de inquérito foi feito pela Procuradoria-Geral da República (PGR), que quer mais informações sobre a menção do nome do governador na planilha da Odebrecht. A investigação corre sob sigilo no STJ.

Mais conteúdo sobre:
Santa Catarina Corrupção

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.