1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail
http://topicos.estadao.com.br/operacao-lava-jato

STF decide manter fatiamento da Lava Jato relativo à Eletronuclear

- Atualizado: 15 Março 2016 | 21h 35

Em recurso que pedia reversão da decisão, PGR argumentava que havia identidade de provas, pessoas, empresas e partidos nos esquemas de cartel e corrupção na Petrobrás e na estatal de energia

A 2ª Turma do Supremo Tribunal Federal negou nesta terça-feira, 15, um recurso da Procuradoria-Geral da República que tentava reverter o fatiamento da Operação Lava Jato. Com a decisão, as investigações sobre corrupção na estatal Eletronuclear, subsidiária da Eletrobrás, vão continuar sob a condução da 7ª Vara Federal do Rio de Janeiro e não voltam para as mãos do juiz Sérgio Moro, de Curitiba.

Plenário do Supremo Tribunal Federal
Plenário do Supremo Tribunal Federal

No recurso, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, argumentava que havia identidade de provas, pessoas, empresas e partidos nos esquemas de cartel e corrupção na Petrobrás e do caso que vem sendo chamado de “eletrolão” e que, por isso, deveria ser julgado por Moro. A investigação apura corrupção e propina nas obras da Usina Nuclear de Angra 3.

A discussão sobre o fatiamento havia sido suspensa após pedido de vista do ministro Dias Toffoli e foi retomada nesta terça. Relator da Lava Jato no Supremo, o ministro Teori Zavascki havia votado contra o pedido da PGR por entender que os dois casos não tinham conexão. Esse entendimento foi seguido por Toffoli e pela ministra Cármen Lúcia. Os dois outros ministros da Turma, Gilmar Mendes e Celso de Mello, votaram a favor do pedido de Janot.

http://topicos.estadao.com.br/operacao-lava-jato
Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em PolíticaX