1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

STF autoriza quebra de sigilo bancário e fiscal de Edison Lobão

- Atualizado: 09 Janeiro 2016 | 21h 02

Senador do PMDB-MA é investigado na Operação Lava Jato; período investigado vai de 2011 a 2015

O senador Edison Lobão (PMDB-MA)

O senador Edison Lobão (PMDB-MA)

BRASÍLIA - O senador Edison Lobão (PMDB-MA) teve os sigilos fiscais e bancários quebrados pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Segundo a assessoria de imprensa da Corte, o ministro Teori Zavascki autorizou a quebra em um período que vai de 2011 a 2015. 

Além do ex-ministro de Minas e Energia, seu suposto operador, André Serwy, e empresas ligadas a Lobão também tiveram os sigilos quebrados. Essa autorização havia sido solicitada pela Polícia Federal em dezembro. 

O parlamentar é investigado na Operação Lava Jato. Ele foi sócio do pai de operador de propina citado por dono da UTC. Em depoimento sob acordo delação premiada, o empreiteiro Ricardo Pessoa afirmou que o peemedebista orientou que ele pagasse R$ 1 milhão desviado das obras de Angra 3 ao empresário André Serwy, filho de Aloysio Serwy, sócio de Lobão na Arco S/A.

 

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em PolíticaX