STF abre processo criminal contra senador Mão Santa

O Supremo Tribunal Federal (STF) abriu hoje um processo criminal contra o senador Francisco de Assis de Moraes Souza (PSC-PI), o Mão Santa. O Ministério Público Federal acusou o senador de envolvimento com a suposta contratação de 913 funcionários fantasmas em 1998, quando ele era candidato à reeleição para o governo do Estado. De acordo com informações divulgadas pelo STF, a contratação teria gerado uma despesa de R$ 758.317,00.

MARIÂNGELA GALLUCCI, Agência Estado

02 Dezembro 2010 | 19h09

Em outra decisão, os ministros do STF abriram uma ação penal contra o deputado federal Silas Câmara (PSC-AM). O parlamentar foi acusado pelo Ministério Público de desviar recursos destinados ao pagamento de salários dos funcionários de seu gabinete.

Mais conteúdo sobre:
STF processo desvio Mão Santa Silas Câmara

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.