1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Eleições 2014

Sindicalistas pedem mais influência no programa do PT

JOSÉ ROBERTO CASTRO - Agência Estado

30 Junho 2014 | 16h 02

A reunião entre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e lideranças sindicais, na manhã desta segunda-feira, 30, no Instituto Lula, criou um "comitê unitário de sindicalistas" que apoiarão a presidente Dilma Rousseff nas eleições de outubro.

Segundo dirigentes que participaram do encontro, Lula e o ex-ministro Luiz Dulci receberam bem as reivindicações dos sindicalistas, que pleitearam maior influência no programa de governo da presidente Dilma Rousseff. "O presidente Lula se comprometeu em também influenciar na pauta trabalhista. Foi positivo não só para nós, mas principalmente para a Dilma", afirmou o secretário-geral da Força, João Carlos Gonçalves, o Juruna.

A maioria dos dirigentes presentes era da Força Sindical, central à qual pertence o deputado Paulo Pereira da Silva, que recentemente declarou apoio a Aécio Neves (PSDB). "Não foi uma reunião para contrapor o Paulinho, respeitamos a decisão dele, mas ela não é unânime", disse Jorge Nazareno, presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco e filiado ao PT. Ele ressaltou ainda que o encontro foi uma "conversa de dirigentes" e que "a central é neutra".

Juruna reforça o discurso de que há um respeito dentro da Força Sindical sobre o posicionamento de Paulinho e diz que a maioria dos dirigentes presentes ao encontro com Lula apoiará o ex-presidente da Força. Além de sindicalistas da Força Sindical, havia também dirigentes de outras centrais, como a CUT.

Eleições 2014