1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Senador tucano pede dados sobre Pasadena via Lei de Acesso

DAIENE CARDOSO - Agência Estado

21 Março 2014 | 16h 33

Líder do PSDB, Aloysio Nunes solicita informações à Petrobrás e ao Ministério de Minas e Energia

Brasília - Com base na Lei de Acesso à Informação, o líder do PSDB no Senado, Aloysio Nunes Ferreira (SP), protocolou nesta sexta-feira, 21, pedido de informações diretamente à Petrobrás sobre o processo de aquisição da refinaria de Pasadena (EUA). O tucano também solicitou as mesmas informações ao Ministério de Minas e Energia.

"Ao dizer que o Conselho de Administração da Petrobrás decidiu comprar Pasadena com base em informações frágeis, Dilma Rousseff desmerece um dos maiores ativos da empresa: a excelência de seu corpo técnico", disse o senador, de acordo com nota divulgada por sua assessoria de imprensa.

Aloysio pede à Petrobrás e ao Ministério cópia integral do processo administrativo que trata da aquisição da refinaria, além de toda a documentação levada ao Conselho de Administração da estatal que embasou a decisão da compra. Ao Ministério, o senador também solicitou cópia do processo arbitral aberto contra o grupo Astra em decorrência da previsão contratual perante a Câmara Internacional de Arbitragem de Nova York e das Cortes Superiores do Texas.

A estatal tem 20 dias, prorrogáveis por mais dez, para prestar os esclarecimentos solicitados pelo senador.

Na quinta, o líder do PSDB na Câmara dos Deputados, Antonio Imbassahy (BA), também pediu informações ao Ministério sobre o parecer técnico que sustentou o voto favorável da então presidente do Conselho de Administração e atualmente presidente da República. O tucano também solicitou cópia da ata da reunião que definiu a compra da refinaria.