1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Se eleito, Aécio quer o 'homem do campo' como parceiro

GABRIELA LARA - Agência Estado

24 Maio 2014 | 16h 32

O senador mineiro Aécio Neves, pré-candidato à Presidência da República pelo PSDB, disse neste sábado, 24, que pretende fazer uma "grande parceria com o homem do campo", mapeando os grandes gargalos do País para garantir maior produtividade ao produtor. "O agronegócio será sem dúvida no nosso governo a grande alavanca do desenvolvimento econômico e social do Brasil".

Ele fez as declarações em Porto Alegre, durante coletiva após participar de evento para oficializar a coligação do PSDB e do Solidariedade com o PP no Estado, e para lançar a pré-candidatura da Senadora Ana Amélia Lemos, do PP, ao governo gaúcho. "Sempre digo que o Brasil da fronteira para dentro é o país mais produtivo do mundo, o problema começa da fronteira para fora. Tenho certeza de que a senadora Ana Amélia vai avançar nisso", afirmou. "Vamos primeiro desmistificar a ideia de que o agronegócio é predador."

Segundo ele, não fosse o resultado do agronegócio nos últimos anos o crescimento do Brasil teria sido ainda menor. "Nós seremos no período (de governo) no PT o país que menos cresceu na América do Sul."

A exemplo do que já havia feito em outros pronunciamentos, Aécio disse também que, se eleito, uma de suas prioridades será criar uma secretaria extraordinária para trabalhar pela simplificação do sistema tributário brasileiro. "Isso tem de ser feito para diminuir a carga tributária", avaliou.