1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Saída de Barbosa pegou o Supremo de surpresa

MARIÂNGELA GALLUCCI E NIVALDO SOUZA - Agência Estado

29 Maio 2014 | 15h 13

O vice-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, disse que não recebeu nenhuma notícia oficial sobre a saída de Joaquim Barbosa da Corte. "Não tenho nenhuma notícia de nada. A notícia que eu tenho é a que vocês têm", afirmou o ministro ao ser indagado por jornalistas sobre a saída de Barbosa.

Lewandowski assumirá a presidência do STF no lugar de Barbosa. A relação entre os dois está estremecida desde o julgamento do processo do mensalão.

Marco Aurélio

O ministro Marco Aurélio do STF falou que a decisão do presidente da Corte, Joaquim Barbosa, de se aposentar agora em junho "pegou de surpresa o Supremo". "Pelo menos um dos integrantes, que sou eu", disse, antes do início da sessão do Plenário do tribunal nesta tarde. "Não sabíamos de nada. Pelo menos eu não tinha conhecimento de que ele deixaria o tribunal antes da expulsória (prazo limite para que o servidor fique no cargo em função da idade, no caso de ministro de STF, 70 anos)."

Para Marco Aurélio, Barbosa "ficará conhecido como relator da ação penal 470, a denominada ação do mensalão". "Foi justamente o que o projetou no cenário nacional."

Ao ser questionado sobre qual teria sido o motivo para a decisão de Barbosa, Marco Aurélio opinou: "Ah! Problema de saúde! Eu não concebo que alguém vire as costas a uma cadeira do Supremo espontaneamente".

Marco Aurélio lembrou, ao ser indagado sobre eventual possibilidade de Barbosa concorrer a algum cargo eletivo este ano, que a filiação partidária e a descompatibilização simultânea de cargo público deveria ter ocorrido até o início de abril para que ele pudesse se candidatar para as eleições de outubro.