1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Russomanno se reúne com taxistas para pôr proposta 'em pratos limpos'

Ricardo Chapola - O Estado de S. Paulo

19 Setembro 2012 | 20h 53

Pressionado pela categoria, candidato do PRB disse que não reduziria tarifas sem falar com os taxistas

SÃO PAULO - Sem comunicar a imprensa, o candidato do PRB à Prefeitura de São Paulo, Celso Russomanno, reuniu-se nesta terça-feira, 19, com dirigentes do sindicato dos taxistas da capital para colocar em "pratos limpos" sua proposta de reduzir as tarifas de táxi. Sua sugestão, como classificou para os sindicalistas, consiste em baratear as viagens isentando do preço dos combustíveis os valores referentes ao Imposto sobre Circulação de Mercadores e Bens de Serviços (ICMS).

"Fiz questão de vir aqui para que a gente ponha as coisas em pratos limpos. Eu dei uma ideia, que é a de baixar o preço da gasolina e discutir com vocês a redução da tarifa proporcionalmente", explicou o candidato na reunião.

Ele reclamou ter sido mal interpretado ao propor a ideia e disse que não faria a redução sem a consulta da categoria.

"Como eu poderia impor alguma coisa de cima para baixo? Dizem que vou baixar a tarifa do táxi de cima para baixo, sem ouvir sindicato. Isso é um absurdo. Eu não faço as coisas assim".

Russomanno considerou que a inversão do que ele fala na campanha ocorre porque lidera as pesquisas de intenção de voto. Para o candidato, tratam-se de "fofocas para desestruturar sua campanha".

"Os boatos que saem por aí evidentemente são porque estamos bem nas pesquisas, porque temos falado a linguagem do povo. É muito fácil começar inverter as coisas e plantar fofocas para desestruturar campanha. Nós não vamos usar os taxistas para isso, de jeito nenhum", assegurou aos taxistas.

Outro ponto contestado pela categoria foi quanto à proposta de Russomanno de promover lotações aos taxistas, que entenderam que seriam obrigados a seguir o sistema. De acordo com a proposta do candidato, os motoristas de táxi fariam um cadastro no site da Prefeitura para que os cidadãos pudessem combinar viagens entre si. A intenção, afirmou Russomanno, é reduzir o fluxo de veículos nas ruas. Russomanno disse que só se cadastra os taxistas que quiserem.

"Nunca falei isso na vida. Eu falei que os taxistas que quisessem se cadastrar no site da prefeitura poderiam. É isso, quem quiser. Quem não quiser não faz, ninguém é obrigado. Mas é uma forma de evitar que mais carros estejam nas ruas", afirmou.

O encontro de Russomanno com os taxistas foi articulado pelo coordenador político da campanha, o deputado estadual Campos Machado (PTB). Machado é correligionário do atual presidente do sindicato Natalício Bezerra, que manifestou apoio ao candidato José Serra (PSDB) na visita que o tucano fez à categoria no dia 5 de setembro.

Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo