1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Renan pede votação sobre renegociação de dívidas

DÉBORA ÁLVARES - Agência Estado

05 Fevereiro 2014 | 13h 17

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), disse nesta quarta-feira, 5, considerar importante manter o acordo firmado no ano passado e votar o projeto de renegociação das dívidas dos Estados e municípios com a União. "Temos de compatibilizar a necessidade de votar e substituir esse indexador, que é draconiano e pune os Estados, mas levando em consideração também a conjuntura mundial".

A votação da proposta está prevista na ordem do dia do plenário hoje, mas corre o risco de ser adiada. Hoje à tarde, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, terá uma reunião com líderes da base aliada no Senado e com a ministra da Secretaria de Relações Institucionais, Ideli Salvatti, para tratar do assunto e deve tentar um afrouxamento do texto. O governo vê com ressalvas a votação da proposta que poderia, conforme a avaliação da área econômica, prejudicar a classificação do País feita por agências de risco, por indicar sinais de frouxidão fiscal.

Sem bater o martelo sobre a data da votação, Renan lembrou que há ainda, por parte de alguns líderes partidários, uma pressão para que seja cumprido o acordo feito à época da votação da Medida Provisória (MP) dos Portos no ano passado: a Câmara dos Deputados vota a proposta que trata da partilha dos impostos do comércio eletrônico, e o Senado acelera a análise do indexador das dívidas. "O que pesa mais é que fizemos um acordo público no ano que passou para que essa matéria fosse a primeira apreciada na retomada dos nossos trabalhos".