1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Renan diz que novo inquérito é 'filme velho, repetido' e quer que coisas se esclareçam

- Atualizado: 23 Fevereiro 2016 | 13h 54

STF recebeu novo pedido de investigação contra o presidente do Senado; caso tem relação com denúncia existente na Corte sobre suposto recebimento de propina pelo parlamentar para pagamento de despesas pessoais de 2007

BRASÍLIA - O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), classificou nesta terça-feira, 23, como filme "velho e repetido" o novo pedido de investigação contra ele que chegou ao Supremo Tribunal Federal (STF). O caso tramita em segredo de justiça e tem relação com a denúncia existente na Corte sobre suposto recebimento de propina pelo parlamentar para pagamento de despesas pessoais de 2007, escândalo que o levou a renunciar o comando do Senado.

Renan Calheiros adotou argumentos de defesa

Renan Calheiros adotou argumentos de defesa

"Isso é um filme velho, repetido, eu já dei todas as explicações, não há dinheiro público, eu é que tenho o maior interesse em que todas essas coisas se esclareçam", disse ele, ao destacar que foi o responsável por apresentar os documentos para as apurações oficiais.

O novo procedimento de investigação encaminhado ao STF, desta vez, apura as práticas dos crimes de peculato e lavagem de dinheiro. A suspeita é de que exista fraude contábil e tributária. A apuração ainda precisa ser analisada pelo ministro Luiz Edson Fachin, relator do caso na Corte, mas já tem quase 2 mil páginas existentes com base em uma "notícia de fato" sobre o caso.

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em PolíticaX