Reprodução
Reprodução

Relembre seis 'polêmicas' envolvendo Cid Gomes

Ex-governador do Ceará e ex-ministro da Educação teve vários episódios curiosos em sua trajetória política, confira

O Estado de S. Paulo

18 Março 2015 | 20h03

1. Guarda de trânsito

Cid Gomes ainda era governador do Ceará quando bancou o guarda de trânsito. Após testemunhar uma colisão entre um ônibus e um carro particular em outubro de 2014, ele tentou a todo custo convencer a dona do veículo a liberar o trânsito. Para isso, ofereceu-se a pagar o prejuízo, tentou remover o ônibus da pista e apelou para a "carteirada" com o clássico "eu sou o governador", mas não convenceu uma irredutível motorista.

 

 

 

2. Mergulho no tanque

Em dezembro 2013, quando vistoriava as obras de abastecimento na cidade de Itapipoca, como governador do Ceará, Cid Gomes mergulhou no tanque de uma adutora para tentar consertar um vazamento que provocava transbordamento e atrapalhava o fornecimento de água na cidade. Ao mergulhar sem camisa e de calças, ele foi assistido por moradores que registraram a cena com celulares. As imagens foram postadas na internet e logo viraram memes.

 

3. Voz de prisão

Em maio de 2013, durante uma manifestação de mulheres de policiais militares, que reivindicavam os benefícios que haviam sido prometidos pelo então governador ao encerrar a greve do ano anterior. Cid Gomes foi ao local para negociar, mas em vez de acalmar os ânimos, criou mais confusão ao ameaçar prender o vereador Capitão Vagner, líder do movimento grevista do ano anterior. "Se você fizer alguma coisa vai ser dada ordem de prisão contra você", disse ele na ocasião.

 

 

4. Professores 'por amor'

Em setembro de 2011, Cid deu declarações que causaram mal-estar entre os educadores da rede estadual de ensino, que estavam em greve há 24 dias por aumento de salário. O então governador do Ceará afirmou que quem desenvolve atividade pública deve colocar o amor pelo que faz na frente do retorno financeiro. "Quem entra em atividade pública deve entrar por amor, não por dinheiro", disse o governador. Uma semana antes ele havia dito que quem quer dar aula faz isso por gosto, e não pelo salário. "Se quer ganhar melhor, pede demissão e vai para o ensino privado".

 

5. 'O que é o Ministério Público de Contas?'

Quando o Ministério Público de Contas questionou o então governador do Ceará por ter pago cachê de R$ 650 mil à cantora Ivete Sangalo por um show na inauguração de um hospital em Fortaleza, Cid partiu para cima do procurador de Contas do Ceará, Gleydson Alexandre. Era janeiro de 2013. "O que é o Ministério Público de Contas? É um garoto que deseja aparecer e fica assim criando caso", disse. Alguns dias antes, Cid havia declarado que continuaria gastando com atividades de lazer "doa a quem doer".

 

6. Aquário no meio da seca

Enquanto o Estado do Ceará enfrentava a pior seca em décadas, o governador, mesmo sob críticas, brigava pela construção de um aquário, a um custo de R$ 350 milhões. Pelo tamanho, seria o terceiro maior aquário do mundo. A entrega da obra, que deveria ser no final de 2014, foi adiada. E, em janeiro deste ano, paralisada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.