Relator acolhe 7 emendas ao projeto que cria a Petro-Sal

O deputado Luiz Fernando Faria (PP-MG) acolheu sete emendas em seu parecer ao projeto de lei que cria a nova estatal que vai gerenciar a produção do pré-sal, batizada por enquanto de Petro-Sal.

LEONARDO GOY, Agencia Estado

27 Outubro 2009 | 15h27

Das sete emendas, cinco são do próprio relator, entre as quais há uma que fixa um mandato de quatro anos para os integrantes do Conselho de Administração da Petro-Sal, com possibilidade de uma recondução.

Faria também acrescentou ao projeto do governo a previsão de quarentena para os membros da diretoria executiva da Petro-Sal. Pelos termos da emenda, os diretores terão, após deixarem a empresa, de ficar quatro meses sem trabalhar em outras petroleiras. O deputado adicionou ainda ao projeto a previsão de que as decisões da diretoria executiva da Petro-Sal terão de ser ratificada por três quintos do colegiado.

Apesar de toda polêmica em torno do fato de uma empresa de Mossoró (RN) já ter registrado o nome Petro-Sal, o relator não propôs a troca de nome da companhia, como era esperado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.