Queremos formar mais doutores no Nordeste, diz Lula

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que, ao contrário do passado, o Nordeste, que antes não recebia recursos, hoje é berço de grandes obras de infraestrutura. "O mesmo ocorre no Norte", afirmou. Ao falar dos avanços na área de ciência e tecnologia e educação, o presidente disse que não se quer "tirar nenhum doutor" da região nordestina. "Nós queremos formar mais doutores no Nordeste", afirmou, ao relatar que "alguns achavam" que a Região só formava pedreiros.

ADRIANA FERNANDES, Agência Estado

15 Dezembro 2010 | 14h18

O presidente também falou do que classificou de "transformações" na Região Norte, onde, de acordo com ele, estão sendo construídas as maiores e mais modernas usinas hidrelétricas do mundo, ambientalmente sustentáveis. "Consolidamos nossa posição como potência da agroenergia, com o etanol", disse, ao ressaltar que o governo implantou em tempo recorde um programa nacional de biodiesel.

Lula disse ainda que o governo investiu fortemente na educação, beneficiando todos os níveis de ensino. Hoje, afirmou Lula durante cerimônia de balanço do governo no Palácio do Planalto, muitas famílias têm um integrante com diploma universitário. Segundo ele, o Brasil passou a Rússia e a Holanda na publicação de artigos científicos. "É pouco, a Dilma (Rousseff, presidente eleita) vai fazer muito mais."

Mais conteúdo sobre:
governo balanço Lula Nordeste Norte

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.