1. Usuário
Assine o Estadão
assine
Eleições 2014

PT-RS anuncia chapa com Tarso e Dutra para o Senado

GABRIELA LARA - Agência Estado

28 Maio 2014 | 15h 44

O PT, PTB e PCdoB fizeram nesta quarta-feira, em Porto Alegre, o anúncio oficial da chapa majoritária que concorrerá às eleições de 2014 no Rio Grande do Sul. Os partidos confirmaram os nomes que ganharam força nos últimos dias para acompanhar o governador Tarso Genro (PT) na campanha pela reeleição. A vaga de candidato a vice ficará com a ex-secretária de Turismo do Estado Abigail Pereira (PCdoB) e o aspirante ao Senado será o ex-governador Olívio Dutra (PT), que estava afastado da vida política e não aparecia no arranjo inicial discutido.

Olívio foi convocado para dar mais peso à coligação e mobilizar a militância de esquerda. Ele considerado o único capaz de enfrentar o pré-candidato do PDT a senador, o radialista Lasier Martins, que aparece como grande favorito em todas as pesquisas de intenção de voto. Além disso, a presença de Olívio na chapa dará uma contribuição importante para a campanha de Tarso, que disputará a vaga ao Palácio Piratini com a senadora Ana Amélia Lemos (PP), que também lidera as pesquisas de intenção.

No anúncio, Olívio revelou que se sentiu muito "honrado e orgulhoso" com o convite. O ex-governador do Rio Grande do Sul brincou que já dorme pouco e, nós últimos dias, tem meditado muito e descansado menos ainda. "Nossa tarefa é aperfeiçoar o projeto que está fazendo bem ao Rio Grande do Sul e ao Brasil", afirmou, ao dizer que trabalhará pela reeleição de Tarso no Estado e da presidente Dilma Rousseff (PT).

Para tornar viável a candidatura de Olívio, o PTB teve de abrir mão de integrar a chapa eleitoral majoritária no Estado, o que não estava previsto no plano original, antes de ele entrar em cena. Depois de uma rodada de negociações que durou vários dias - e terminou com reuniões na manhã de hoje -, o partido aprovou o nome de Abigail para candidata a vice e aceitou indicar o suplente de Olívio. O maior interesse da legenda, no entanto, é ganhar mais espaço político no novo governo do Rio Grande do Sul. Tarso Genro saudou as siglas aliadas e elogiou sua postura no processo de negociação. "É moda no Brasil atacar partidos para destruir a política", afirmou. "Essa capacidade de articulação que tivemos aqui deve servir de exemplo para o País."

Eleições 2014

Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo