1. Usuário
Assine o Estadão
assine

PT ironiza cancelamento de camarotes em Recife

ANGELA LACERDA - Agência Estado

27 Fevereiro 2014 | 17h 50

Sigla utilizou sua página oficial no Facebook para destacar insatisfação da população com os espaços vips durante as festividades

Recife - O PT nacional usou sua página no Facebook para ironizar o ex-aliado e agora adversário político, o governador e presidenciável Eduardo Campos (PSB), diante da decisão do governo de Pernambuco e da prefeitura do Recife de cancelar os camarotes oficiais no bairro do Recife Antigo e no bloco Galo da Madrugada.

O anúncio foi feito a menos de uma semana do carnaval. "O governo de Pernambuco entrou numa saia justa para o carnaval", postou o partido na quarta-feira, 26, um dia depois do anúncio do cancelamento. "Argumentaram que o objetivo é reduzir custos, mas a história não é bem esta".

O PT observa que os pernambucanos fizeram, nas redes sociais, um grande movimento de contestação às despesas que o governo teria com os camarotes VIP's. "A população exigiu que os camarotes oficiais, que seriam montados para abrigar autoridades, artistas, políticos e outros convidados durante a festa, fossem cancelados".

"O PT não tem autoridade para discutir esta questão", rebateu o secretário estadual de Imprensa, Evaldo Costa. "O PT esteve 12 anos à frente da Prefeitura do Recife e manteve, neste período, dois camarotes no carnaval, sem questionar". Para ele, a decisão está consumada, não havendo mais razão para discussão.

O secretário de governo do Recife, Sileno Guedes, admitiu que a contestação popular foi o principal motivo da decisão. "O prefeito Geraldo Julio (PSB) tem os ouvidos abertos para o que as ruas estão dizendo", frisou. "Nosso governo está atento às exigências dos novos tempos". Em nota, o grupo Direitos Urbanos comemorou a decisão, que assegura ter sido resultado da campanha "Quero minha vaga no camarote VIP do governo - tô pagando".

"Nossa pressão foi forte o suficiente para forçar o governo a repensar sua postura oligárquica", diz a nota também publicada no Facebook, ao lembrar que empenhos já haviam sido liberados, assim como contratação de serviços e montagem da infraestrutura dos camarotes, "o que dá o tom da gambiarra governamental".

O grupo havia protocolado pedido de informações sobre os valores totais e individualizados de todos os gastos à prefeitura e a relação completa de quem teria acesso aos camarotes.

Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo