1. Usuário
Assine o Estadão
assine


PSOL deve protocolar representação contra Argôlo

ERICH DECAT - Agência Estado

07 Maio 2014 | 16h 05

Integrantes do PSOL devem protocolar na tarde desta quarta-feira uma representação no Conselho de Ética da Câmara contra o deputado Luiz Argôlo (SDD-BA). Ele é acusado de envolvimento com o doleiro Alberto Youssef, preso na Operação Lava Jato, da Polícia Federal.

A representação por quebra de decoro cita "negócios suspeitos" do parlamentar, que teria recebido do doleiro transferências bancárias de "mais de R$ 200 mil", informa nota distribuída pela legenda.

A representação tem como base reportagens publicadas pelo jornal Folha de S.Paulo e pela revista Veja. As matérias se baseiam em mensagens entre Argôlo e Youssef que sugerem repasses de R$ 13,5 mil para uma loja de decoração em Salvador e R$ 40 mil para uma agropecuária em Entre Rios, base eleitoral de Argôlo. Outros R$ 120 mil teriam sido transferidos para a conta do chefe de gabinete do deputado, Vanilton Bezerra.

No início de abril, o Conselho recebeu uma primeira representação apresentada por partidos de oposição contra o deputado licenciado André Vargas (sem partido-PR), alvo de processo disciplinar também em razão do seu envolvimento com o doleiro.