1. Usuário
Assine o Estadão
assine

PSDB lança Aécio e mira 'territórios' petistas

DÉBORA BERGAMASCO , PEDRO VENCESLAU - O Estado de S.Paulo

14 Junho 2014 | 02h 06

Senador será aclamado em convenção; tática é investir no Nordeste e nas classes C e D

O presidente do PSDB e senador Aécio Neves (MG) será referendado hoje como candidato à Presidência da República de seu partido convencido de que precisa investir suas fichas em dois territórios majoritariamente petistas para ser eleito: o Nordeste e as classes C e D. O nome de Aécio será aclamado na convenção nacional do PSDB, em São Paulo.

O mote interno daqui para a frente na seara tucana é "subir geograficamente e baixar socialmente". Os operadores políticos do PSDB investirão a partir de agora na desconstrução do discurso do medo, que já foi usado pelo PT. Prevendo que a campanha será marcada por uma espiral de rumores sobre o fim de programas sociais criados no governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em caso de uma vitória do PSDB, Aécio produziu um estoque de "vacinas".

No Senado, o senador tucano apresentou dois projetos de lei para "fortalecer" o programa Bolsa Família. Um deles pretende ampliar o pagamento por mais seis meses ao beneficiário que conseguir um emprego.

A avaliação do partido é que Aécio entra oficialmente na disputa com o melhor cenário possível: unificou a sigla em torno do seu projeto, ultrapassou o patamar de 20 pontos nas pesquisas de intenções de votos, consolidou-se em segundo lugar na disputa e está à frente dos adversários no Estado de São Paulo.

Discurso. No discurso que vai fazer hoje na capital paulista para um público estimado em 5 mil pessoas, Aécio baterá na tecla de que é novo, mas não novato. Um vídeo com forte tom emocional contará sua trajetória e reforçará os laços com o avô, Tancredo Neves. Em sua fala, ele vai reforçar a defesa e o aperfeiçoamento dos programas sociais petistas. A economia e a infraestrutura serão os ganchos para criticar Dilma.

Além dele, falarão o ex-governador José Serra, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e o governador Geraldo Alckmin.

N0 fim da manhã de ontem, Aécio percorreu ruas de São João del Rey cercado por moradores e integrantes do PSDB mineiro. Ele recebeu a bênção na Capela de Santo Antônio, próxima à residência da família, e visitou o túmulo de Tancredo no cemitério nos fundos da Igreja de São Francisco.

Antes de iniciar a caminhada, o senador apareceu em uma das sacadas do Solar dos Neves ao lado de Maristela Kubitschek, filha do ex-presidente Juscelino Kubitschek, que leu uma carta declarando apoio ao tucano.

Aécio disse que acompanha as "dissidências" regionais de partidos da base aliada ao governo federal para definir o nome do vice em sua chapa. / COLABOROU MARCELO PORTELA, ENVIADO ESPECIAL A SÃO JOÃO DEL-REI

  • Tags: