1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Eleições 2014

PSDB define Dinis Pinheiro para vice de Pimenta em MG

MARCELO PORTELA - Agência Estado

16 Maio 2014 | 17h 44

O PSDB definiu sem surpresa os nomes que vão compor com o ex-ministro Pimenta da Veiga (PSDB) a chapa que disputará o governo de Minas. O presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Dinis Pinheiro, que trocou o PSDB pelo PP ao ver frustrada sua intenção de representar os tucanos na eleição majoritária, será anunciado como pré-candidato a vice-governador, enquanto o ex-governador Antonio Anastasia (PSDB) disputará a vaga ao Senado.

O anúncio oficial será feito na segunda-feira (19), em evento que deve contar com a presença de representantes de legendas aliadas, além do principal fiador da chapa e provável candidato do PSDB à Presidência, senador Aécio Neves (MG).

Segundo Pimenta, o ato terá "certa densidade política para cumprir o papel de pré-campanha de estímulo" aos aliados. Na prática, segundo o presidente do diretório mineiro do PSDB, deputado federal Marcus Pestana, a direção tucana resolveu adiantar o anúncio para que o "time completo" possa, já a partir da próxima semana, "percorrer Minas defendendo o projeto futuro".

A preocupação é a impossibilidade de Aécio, principal cabo eleitoral da legenda, participar constantemente dos atos em Minas, justamente pela necessidade do senador de viajar pelo País na campanha nacional. Desde o início do ano, Pimenta percorre o Estado para se reunir com lideranças locais. "Nosso maior líder não vai poder estar tão presente em Minas quanto ele gostaria e nós gostaríamos", declarou Pestana. "Ele virá algumas vezes", acrescentou o ex-ministro.

Aliados

No evento desta segunda-feira, segundo a direção tucana, devem participar representantes de 19 legendas que já teriam acertado o apoio a Pimenta. Mas a parceria mais desejada, com o PSB do ex-governador e também provável candidato à Presidência Eduardo Campos (PE), ainda não está definida. "Temos conversado e há uma boa expectativa, mas vamos aguardar os fatos. O ideal é que estejamos aliados (no primeiro turno)", avaliou o pré-candidato do PSDB.

Apesar de a direção socialista em Minas ser favorável ao apoio ao tucano, mesmo em detrimento de palanque para Campos no segundo maior colégio eleitoral do País, os representantes da Rede Sustentabilidade no Estado são contrários à aliança e o médico e ambientalista Apolo Heringer já anunciou a intenção de disputar a indicação da legenda para concorrer ao governo. Além do PSB, o PSDB também negocia com o PRB.

Eleições 2014