PSDB decide não votar agora relatório sobre caso Renan

Tucanos irão defender a continuação das investigações antes da votação

Agencia Estado

21 Junho 2007 | 12h54

A bancada do PSDB decidiu não votar no Conselho de Ética nesta quarta-feira, 20, o relatório que propõe o arquivamento do processo contra o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), por quebra de decoro parlamentar. A decisão da bancada foi comunicada a Renan pelo presidente do PSDB, senador Tasso Jereissati, pelo líder do partido, Arthur Virgílio, e pelo senador Sérgio Guerra (PSDB-PE). Os tucanos farão a Renan um alerta de que se ele insistir na linha do arquivamento do processo os dois representantes do PSDB no Conselho de Ética irão votar contra. "O PSDB não apóia esse rito sumário e a forma arbitrária que querem conduzir o Conselho de Ética", disse o senador Sérgio guerra (PSDB-PE), ao sair da reunião. O relatório sobre o processo de Renan Calheiros foi preparado pelo senador Epitácio Cafeteira, que pede o arquivamento do caso. Ele pediu licença por motivo de saúde na segunda-feira, 19. O novo relator é o senador Wellington Salgado (PMDB-MG).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.