1. Usuário
Assine o Estadão
assine

PSB impõe carta de compromisso a ex-ministra

JOÃO DOMINGOS , ENVIADO ESPECIAL / RECIFE - O Estado de S.Paulo

17 Agosto 2014 | 02h 03

O PSB vai entregar na terça-feira à ex-ministra Marina Silva um documento com os compromissos assumidos pelo partido, tanto do ponto de vista legal quanto do político, antes de convidá-la, no dia seguinte, a assumir o lugar de Eduardo Campos na chapa que disputa a Presidência. Conforme adiantou o Estado, uma das exigências será a de que Marina respeite todos os acordos regionais firmados por Campos.

"Essa é a prioridade das prioridades", disse o presidente da legenda, Roberto Amaral, que nomeou uma comissão com cinco integrantes do PSB para fazer a carta-compromisso, comandada pela senadora Lídice da Mata (BA) e pela deputada Luíza Erundina (SP). Significa que, mesmo nos Estados onde Marina não concordou com os acordos, como São Paulo, em que o deputado pessebista Márcio França é vice de Geraldo Alckmin, do PSDB, estes terão de ser respeitados.

Não há, segundo o partido, tentativa de enquadrar Marina a subir em palanques que ela não quer. Mas, no casos específicos de São Paulo e Paraná, em que o PSB fechou acordo com os tucanos, o material de propaganda terá o nome da ex-ministra.

"Está havendo uma inversão do candidato a presidente. Embora Marina seja da Rede Sustentabilidade, ela vai disputar a Presidência pelo PSB, que vai responder legalmente por tudo. E o nome do partido vai constar do material de propaganda. Isso é preciso ficar bem claro", disse o secretário-geral do PSB e coordenador da campanha do partido, Carlos Siqueira.

  • Tags: