1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Presidente de Câmara diz ter certeza que Marco Civil será aprovado nesta terça

Bernardo Caram - Agência Estado

25 Março 2014 | 12h 02

Votação da proposta foi adiada na semana passada em razão de impasses entre o governo e parte da bancada do PMDB; agora, Henrique Alves diz haver consenso

Brasília - O presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), afirmou nesta terça-feira, 25, que o projeto do Marco Civil da Internet será votado nesta noite. "(O texto) agora está amadurecido e pronto para a votação. Votamos hoje à noite com certeza", disse. O deputado mostrou confiança de que todos os quatro projetos que trancam a pauta da Casa sejam votados até esta quarta, 26.

Em razão dos impasses com parte do PMDB, na semana passada o governo cedeu ao líder do partido na Câmara, deputado Eduardo Cunha (RJ), e aceitou fazer novas modificações na proposta, conhecida como a "Constituição da web". Cunha, que lidera a bancada da legenda descontente com o governo, ameaçava impor uma derrota ao Palácio do Planalto com a aprovação de um projeto substitutivo ao Marco Civil.

Após reunião com líderes da Câmara, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, concordou em ajustar a redação que trata da neutralidade da rede - princípio segundo o qual os provedores não poderão aumentar ou diminuir a velocidade de conexão dos usuários de acordo com o conteúdo, como vídeos ou acesso a e-mails. O relatório elaborado pelo deputado Alessandro Molon (PT-RJ) previa que a regulamentação desse dispositivo se daria por decreto. Por sugestão de Cunha, será retirada a expressão "decreto" do texto e ficará incluído que a normatização ocorrerá de acordo com o que prevê a Constituição.

Questionado se as movimentações para fazer debates e criar uma CPI em torno das denúncias contra a Petrobrás podem comprometer as discussões de projetos na Casa, Alves afirmou que os fatos não estão relacionados. "Esta Casa tem responsabilidade em discutir o Marco Civil, que é um tema que se discute hoje no mundo inteiro", disse.

Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo