1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Prefeitos recebem Dilma, mas preparam marcha a Brasília

DÉBORA BERGAMASCO, ENVIADA ESPECIAL - Agência Estado

19 Março 2014 | 12h 25

Em meio a tensão regional entre PROS e PMDB, que pretendem assumir cabeça de chapa para concorrer ao governo do Ceará, a presidente Dilma Rousseff chega a Fortaleza para entregar 172 máquinas, que beneficiará 141 municípios. Para não melindrar os dois partidos aliados do governo, ela dividirá os holofotes com o governador cearense Cid Gomes (PROS) e com o possível candidato ao Palácio da Abolição senador Eunício Oliveira, do PMDB, que, por enquanto, devem ser adversários nas eleições de outubro.

Logo após a chegada, a presidente recebeu os prefeitos beneficiados, tirou foto, distribuiu beijos, abraços e puxou papo. Apesar da visível alegria dos governantes municipais por causa dos equipamentos e da colher de chá presidencial, parte deles já está se preparando para marchar até Brasília em uma manifestação para reivindicar melhores condições na divisão do bolo da arrecadação federal. Pouco antes do início do evento com Dilma, alguns deles já estavam combinando entre si a marcha marcada para o dia 25.

O governante de Caririaçu, cidade de 30 mil habitantes, desabafou à reportagem: "Estou muito feliz com as máquinas, mas no dia 25 vamos marchar até Brasília. A redução do Fundo de Participação dos Municípios está muito complicada para nós. Pode perguntar, não tem um prefeito que esteja contente, com condição boa para governar". Manifestação semelhante realizada no ano passado terminou em vaias a Dilma.

Máquinas

A seis meses da eleição presidencial, Dilma irá entregar 41 caminhões caçamba, duas motoniveladoras, 70 pás carregadeiras e 59 caminhões pipa, provenientes do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) a prefeitos de todo o Estado. De acordo com a Secretaria do Desenvolvimento Agrário do Ceará, Estado e União investiram mais de R$ 49,8 milhões na aquisição dessas máquinas.

Dilma também vai inaugurar o trecho 5 do Eixão das Águas, que fica na cidade de São Gonçalo do Amarante, no interior cearense. O investimento é de R$ 315,29 milhões, segundo a secretaria.