1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Prefeito tucano exonera secretário do PSD em Sorocaba

JOSÉ MARIA TOMAZELA - Agência Estado

28 Fevereiro 2014 | 17h 02

O prefeito de Sorocaba, Antonio Carlos Pannunzio, do PSDB, exonerou na quinta-feira, 27, o secretário de Habitação do município, Hélio Godoy, presidente do diretório municipal do PSD. Vereador mais votado nas últimas eleições, Godoy acredita que foi alvo de retaliação porque o ex-prefeito de São Paulo e presidente nacional do partido, Gilberto Kassab, decidiu lançar-se candidato a governador, ao invés de apoiar a reeleição do tucano Geraldo Alckmin. Segundo ele, o prefeito comunicou-o da exoneração logo depois de se encontrar com o governador, durante visita à cidade. "A visita do governador foi sintomática", afirmou.

Nas eleições municipais, o PSD de Kassab aliou-se ao candidato do PSDB, José Serra, derrotado pelo petista Fernando Haddad na disputa pela prefeitura de São Paulo. Em Sorocaba, Godoy desistiu de se candidatar a prefeito pelo PSD e o partido apoiou Pannunzio, que venceu as eleições por pequena margem. Em razão do apoio, mesmo eleito vereador, Godoy foi chamado para o primeiro escalão do governo municipal.

O coordenador regional do PSD, Herculano Passos Júnior, disse que a exoneração do secretário em Sorocaba ainda é um caso isolado. "Se a pré-candidatura do Kassab ao governo paulista vai gerar outras reações é o que ainda vamos ver." Na esfera federal o partido decidiu apoiar a reeleição da presidente Dilma Rousseff e, segundo ele, a decisão está incomodando os tucanos. A prefeitura não comentou a exoneração do secretário. A presidente do PSDB municipal, deputada Maria Lúcia Amary, informou que o partido não interfere nas decisões administrativas do governo local.