Por 2018, Alckmin vai a Minas e será recebido por aliados de Aécio

Principal palestrante de evento organizado pela Fiemg, governador de São Paulo terá Anastasia como cicerone

Pedro Venceslau, O Estado de S.Paulo

12 Setembro 2017 | 09h52

Pré-candidato à Presidência da República em 2018 pelo PSDB, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, vai na próxima segunda-feira, 18, a Belo Horizonte, onde cumprirá uma agenda de candidato. O governador deve ser recebido pelo senador Antonio Anastasia (PSDB-MG), que será seu cicerone. Na capital mineira, Alckmin será o principal palestrante de um evento organizado pela Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg).

O senador Aécio Neves (PSDB-MG) também foi convidado para o evento, porém, ainda não decidiu se vai se encontrar com Alckmin em Minas, mas seus aliados acompanharão o governador paulista na viagem. O principal deles é o deputado federal Domingos Sávio (PSDB), que está organizando a agenda do governador paulista na cidade.

Outro evento importante de Alckmin em Belo Horizonte será uma reunião com prefeitos e lideranças mineiras, organizada pelo Instituto Teotônio Vilela (ITV). O presidente do ITV, que é braço teórico do PSDB, José Aníbal, estará em Belo Horizonte.

O governador de São Paulo cogita ir até Belo Horizonte em avião de carreira. Além de mostrar austeridade, seria, segundo aliados, um contraponto à ostentação do prefeito João Doria, que só se desloca em seu jato particular. Na agenda de Alckmin na capital mineira, constam ainda entrevistas a rádios e TVs locais.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.