1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Popularidade de Dilma cai de 57% para 30%, indica Datafolha

ampliada às 11h32 - Agência Estado

29 Junho 2013 | 11h 07

Segundo instituto, é a maior queda de aprovação de um presidente desde Fernando Collor; levantamento foi realizado após onda de protestos pelo País

Pesquisa Datafolha divulgada neste sábado, 29, aponta que a popularidade da presidente Dilma Rousseff caiu de 57% para 30% nas últimas três semanas. Segundo o instituto de pesquisa, trata-se da maior queda de aprovação de um presidente aferida pelo Datafolha desde Fernando Collor em 1990. Antes dos protestos que se espalharam pelo País, 57% viam a gestão de Dilma Rousseff como boa ou ótima.

O Datafolha mostra ainda que a reprovação ao governo Dilma cresceu. O porcentual de brasileiros que consideram o governo ruim ou péssimo subiu de 9% para 25%. A deterioração das expectativas em relação à economia, segundo o jornal, também explica a queda da aprovação da presidente. A avaliação positiva da gestão econômica caiu de 49% para 27%.

O Datafolha que ouviu 4.717 pessoas em 196 cidades entre a quinta-feira, 27. A margem de erro é de dois pontos porcentuais para mais ou para menos.

Os entrevistados foram perguntados sobre o desempenho da presidente diante dos protestos. A resposta de Dilma foi considerada ótima ou boa por 32%. Julgaram regular e ruim ou péssima, 38% e 26%, respectivamente.

Plebiscito. A ideia de Dilma de fazer um plebiscito sobre a reforma política foi elogiada por 68% dos entrevistados. Para 19%, a presidente agiu mal ao apresentar a proposta e 14% não souberam responder.

A iniciativa de discutir mudanças no sistema político e eleitoral brasileiro por meio de consulta popular foi uma das medidas anunciadas por Dilma na semana passada em pronunciamento em rede nacional. Ao longo desta semana, Dilma fez reuniões com lideranças de partido e de movimentos sociais para dar respostas às reivindicações.