MST/ Divulgação
MST/ Divulgação

PRF confirma bloqueios do MST em rodovias federais de 11 Estados; MST fala em 16

Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra protesta contra decreto de prisão do ex-presidente Lula; durante fechamento da BR-101, na Paraíba, uma ativista foi ferida por tiro

Dayanne Sousa, José Maria Tomazela, Renata Okumura e Rene Moreira, O Estado de S.Paulo

06 Abril 2018 | 07h53
Atualizado 06 Abril 2018 | 18h20

SÃO PAULO - A Polícia Rodoviária Federal (PRF) manteve até o início da tarde desta sexta-feira, 6, a informação de que 18 trechos de rodovias federais foram bloqueados em 11 Estados por militantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST). No entanto, no fim da tarde, já eram mais de 40 bloqueios, em pelo menos 16 Estados, segundo o MST.

Pela manhã, o movimento anunciou a intenção de interditar mais de 50 estradas em todo o País, como forma de protestar contra o pedido de prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva

O MST já comunicou que as manifestações atingiram estradas de diversos Estados brasileiros. A maioria das passagens bloqueadas ficava no Paraná. Segundo o coordenador do movimento, Alexandre Conceição, a ideia é bloquear 50 BRs em 24 Estados.

+++ Lula não vai se entregar em Curitiba, diz Rui Falcão

+++Lula tenta novo habeas corpus para não ser preso na Lava Jato

Ao saberem da iminente prisão do ex-presidente e companheiro Lula, milhares de trabalhadores rurais Sem Terra decidiram participar de bloqueios de BR e outras rodovias de Norte a Sul do País. As mensagens “Lula Livre!” e “Globo Golpista!” também foram vistas nos muros de grandes cidades, como Salvador. A própria emissora foi alvo da indignação popular, no Rio Grande do Sul.

Aliados encontraram o ex-presidente no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo, na noite desta quinta-feira, 5. Estiveram com Lula a ex-presidente Dilma Rousseff, a presidente do PT, Gleisi Hoffmann, e os presidenciáveis Guilherme Boulos (PSOL) e Manuela D'ávila (PCdoB). 

Confira os bloqueios do MST pelo País:

REGIÃO NORDESTE 

Rodovias BR-116, BR-235, BR-101, SE-270, BR-232, BR-428, BR-356 e BR-230

No começo desta manhã, o movimento já havia anunciado interdições em Pernambuco, Sergipe, Bahia e Paraíba

O Estado confirmou com a Polícia Rodoviária Federal que a manifestação na Bahia, comandada por lavradores, ocorreu no quilômetro 360 da BR-116, na altura de Feira de Santana. 

Ainda na Bahia, desde as primeiras horas da manhã, a BR-235 ficou bloqueada na altura de Casa Nova. Os manifestantes utilizaram galhos e pneus para atear fogo e impedir o trânsito na rodovia.

A BR-101 também foi interditada, em Itaporanga D'Ajuda, em Sergipe, e em Teixeira de Freitas, na Bahia.

Por volta das 16h, a Polícia Rodoviária informou que na Bahia havia quatro bloqueios na BR-101 e interdições na BR-235, na BR-367 e BR-330.

Também em Sergipe, o MST fechou a rodovia SE-270 (Rodovia Lourival Batista), na altura do povoado Taboca, em Itaporanga. 

Estavam bloqueadas as rodovias BR-101, em Escada e Goiana, a BR-232, em Pombos e Moreno, e a BR-428, em Santa Maria da Boa Vista, todas em Pernambuco. Em Teresina, no Piauí, a interdição ocorreu na BR-356.

Na Paraíba, as duas principais rodovias foram fechadas, a BR-101, em Alhandra, e a BR-230, em Cruz do Espírito Santo, principal ligação entre João Pessoa e Campina Grande.  

O movimento relatou ainda que, durante o fechamento da BR-101, no município de Alhandra, na Paraíba, uma pessoa foi ferida por um tiro. Um homem não identificado furou o bloqueio e atirou com arma de fogo contra a ativista Lindinalva Pereira de Lima Filha. 

A bala atravessou a coxa esquerda da militante, que foi socorrida e levada para o Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa, capital do Estado. O hospital informou que a vítima recebeu os primeiros atendimentos e permanece internada. A Polícia Militar informou que o suspeito de ter feito o disparo fugiu do local e que o policiamento rodoviário faz um cerco na tentativa de deter o atirador.

Em nota, o MST afirma que "a tentativa de homicídio deixa claro, para o movimento, que a camada reacionária da sociedade está movida pelo ódio, incentivado por aqueles que querem dar fim à democracia". 

Em Alagoas, ocorreram bloqueios na BR-101, na altura do KM 179, e na BR-316, nas proximidades do KM 234.

No Ceará, a BR-020 também foi bloqueada na região do KM 203.

No Piauí, a interdição ocorreu na BR-316, na altura do KM 22.

+++Lula passa a noite no Sindicato dos Metalúrgicos com filhos e correligionários

REGIÃO SUL

Rodovias PR-473, PR-170 e BR-476

A população mostrou sua indignação com a prisão de Lula e queima pneus também em frente ao Diário de Santa Maria, no Rio Grande do Sul

No Estado do Paraná, três pontos foram fechados pelos Sem Terra: em Quedas do Iguaçu, Laranjeiras do Sul e Porecatu. 

Ainda em território paranaense, o MST informou que bloqueou trechos da PR-473, que liga Quedas do Iguaçu a São Jorge d'Oeste. Famílias protestaram também na PR-170, entre os municípios de Porecatu e Florestópolis.

A BR-476 também ficou interditada, em Adrianópolis, no Paraná.

 

REGIÃO NORTE

Rodovia BR-155

Também no Norte, o MST fechou a BR-155, em Marabá. Há ainda protesto no Pará. Em Marabá, no Pará, o movimento trancou a BR-155.

+++ Prisão de Lula leva pânico a políticos investigados

REGIÃO SUDESTE

Rodovias Fernão Dias, Anhanguera, BR-356 e BR-101

Ainda segundo o movimento, cerca de 400 militantes do MST fecharam a rodovia Fernão Dias, que dá acesso de São Paulo à capital de mineira, na manhã desta sexta-feira. Os manifestantes convocaram os trabalhadores para as ruas. 

Em Belo Horizonte, a concentração das manifestações ocorreu na Praça 7. 

Também havia bloqueios na BR-356, em Eugenópolis, em Minas Gerais.

O movimento também fechou a BR-101 no Espírito Santo

Em Ribeirão Preto, interior de São Paulo, um protesto de manifestantes contrários à prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva prejudicou o tráfego na Rodovia Anhanguera, na manhã desta sexta-feira, próximo à alça de acesso ao aeroporto Leite Lopes. 

O ato foi organizado pelo MST e fechou uma pista da rodovia menos de 30 minutos, sendo encerrado por volta das 11h. Nas contas da Polícia Militar, participaram da manifestação cerca de cem pessoas.

Nesta manhã, pelo menos um ônibus saiu de Ribeirão Preto rumo a São Bernardo, no ABC, onde se encontra o ex-presidente. Ele partiu com petistas e outras pessoas também contrárias à prisão de Lula, condenado na Operação Lava Jato. 

No Rio de Janeiro, a interdição também ocorreu na BR-101.

+++ Moro ordena prisão de Lula; acompanhe ao vivo

+++ Lula vai preso já? Lula pode se candidatar? Veja os cenários do ex-presidente condenado

REGIÃO CENTRO-OESTE

Rodovias BR-262, BR-267 e BR-364

Já há bloqueios em Mato Grosso do Sul, nos arredores do município de Dois Irmãos do Buriti.  Os bloqueios também aconteceram na BR-262, em Anastácio, e na BR-267, em Nova Andradina.

Em Mato Grosso, a interdição ocorreu na BR-364, na cidade de Jaciara, segundo a PRF.

 

Prisão de Lula AO VIVO

Acompanhe aqui outras notícias sobre a prisão do ex-presidente minuto a minuto.

Confira a cobertura do 'Estadão' em tempo real sobre a prisão do ex-presidente.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.